Candidatos a presidente participam de debate da CNBB

Os candidatos a presidência da república vão participar de um debate no dia 16 de setembro, a partir de 21h30,  promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A transmissão acontecerá  nas emissoras de rádios e tvs, jornais, revistas e portais de inspiração católica.

O evento será dividido em cinco blocos. A abertura será feita pelo cardeal dom Raymundo Damasceno Assis, presidente da CNBB e arcebispo de Aparecida, que fará uma saudação aos candidatos, destacando o papel da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil no processo eleitoral com a realização do debate. Em seguida, haverá uma pergunta única aos candidatos elaborada pela presidência da CNBB. A ordem de resposta seguirá a posição dos candidatos no cenário, que já foi definido em sorteio na presença dos representantes dos partidos.

Os candidatos ainda responderão a perguntas de bispos indicados pela presidência da CNBB e de jornalistas que representam as emissoras envolvidas na realização do debate. Também haverá o confronto direto de perguntas entre os candidatos e o último bloco será destinado as considerações finais dos presidenciáveis.

Os temas que serão pautas das perguntas no debate, conforme as regras estabelecidas pela organização em comum acordo com os partidos, são os seguintes: saúde, educação, emprego, lei do aborto, uso de células tronco embrionárias, exposição de símbolos religiosos em locais públicos, habitação, saneamento básico, transportes, segurança pública, previdência, agricultura, reforma agrária, economia, liberdade de imprensa, meio ambiente, reforma política, reforma tributária, contas públicas e direitos humanos.

Fonte: Site da Aves

Normas para utilização:

  1. Este espaço não é destinado a perguntas;
  2. Os comentários postados neste espaço serão moderados antes da publicação;
  3. O site não publica comentários que façam apologia à violência, contenham palavrões, sejam contra a legislação vigente, aos dogmas e fé da Igreja Católica Apostólica Romana, não digam respeito ao assunto da matéria, que contenham propaganda, que tenham cunho ofensivo ou mentiroso, obsceno, racista, homofóbico ou discriminatório;
  4. Seu e-mail não será exibido nos comentários postados;
  5. Ao enviar seu comentário você aceita as normas para publicação.